Educamoc - O Portal da Secretaria Municipal de Educação de Montes Claros
Publicado Seg, 04 de Dezembro de 2017 Imprimir
Aluna do Sistema Municipal de Ensino conquista medalha nos Jogos Escolares da Juventude / Paralimpíadas Escolares

O Sistema Municipal de Ensino mais uma vez esteve bem representado em um grande evento nacional. Desta vez foi na edição 2017 dos ‘Jogos Escolares da Juventude / Paralimpíadas Escolares’, realizada em São Paulo de 21 a 24 de novembro, onde a aluna da Escola Municipal Jason Caetano, Ana Luiza Maia, conquistou uma medalha de prata pelo 2º lugar na modalidade Goalball.

Na competição, realizada no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, Ana Luiza fez parte de uma equipe que contou com a também montes-clarense Emilly Domingues, da Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro, e mais 3 paratletas/alunas representantes das cidades de Uberaba, Uberlândia e Poços de Caldas. As montes-clarenses foram acompanhadas/assessoradas pela professora de Educação Física do município, Sandra Veloso Cólen.

As Paralimpíadas Escolares têm por finalidade estimular a participação dos estudantes com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas. Em 2017 a delegação de Minas Gerais contou com 63 paratletas de 15 municípios, entre elas Montes Claros.

Para a coordenadora de Educação Inclusiva da Secretaria Municipal de Educação, Meirielle Duarte Pereira, a participação da aluna do município, mostra “não apenas a representatividade mas a valorização e o exemplo de que todo sonho pode ser realizado”.

Trajetória vencedora

Em julho deste ano a paratleta/aluna Ana Luiza fez parte do time que conquistou o 1º lugar no goalball, nos ‘Jogos Escolares Paralímpicos de Minas Gerais’, realizado na cidade de Uberaba. A paratleta/aluna também fez parte da equipe que conquistou o 4º lugar na fase nacional dos ‘Jogos Escolares da Juventude’ em 2016.

“Faz três anos que treino a Ana Luiza. Comecei com ela no ‘Programa Garimpando Talentos  Paralimpicos’, do município. Ela começou com natação quando tinha 11 anos. Quando completou doze a convidei para treinar outra modalidade o goalball. Foi difícil de convencê-la, pois tinha muito medo. Começamos a treinar na escola e os finais de semana na quadra do Instituto Ivan Guedes outro parceiro do programa. A evolução da Ana é fantástica; apesar de ser um pouco insegura ela dá conta do recado na hora que entra na quadra. Ela está evoluindo cada dia mais”, afirma a técnica/professora, Sandra Veloso. 

Fotos Coordenadoria de Educação Inclusiva da SME

Leia também:

Alunos do Sistema Municipal de Ensino participam dos Jogos Escolares Paralímpicos de Minas Gerais

SME participa do 1º Seminário Internacional de Paraolímpicos Escolar

CEMEI Paulo Freire promove feira com o tema Mundo Subterrâneo

Trilha da Leitura apresenta o teatro ‘Nas Trilhas do Mundo Subterrâneo’ em mais seis unidades escolares