Educamoc - O Portal da Secretaria Municipal de Educação de Montes Claros
Publicado Sex, 06 de Abril de 2018 às 13:12. Visualizações: 368. Imprimir
Programa Revelando o Patrimônio 2018

Com a proposta de incentivar pesquisas e promover a conscientização e a preservação do patrimônio cultural local, o ‘Programa Revelando o Patrimônio’ promovido pela Compreender Consultoria e Responsabilidade Social em parceria com o Ministério da Cultura, com patrocínio da VLI e apoio das secretarias Municipais de Educação, desenvolveu em 2017 ações de pesquisa sobre o patrimônio cultural junto à comunidade escolar em cinco municípios mineiros, incluindo Montes Claros, que contou com a participação de nove unidades escolares, sendo seis do Sistema Municipal de Ensino. 

Em continuidade às ações deste Programa, foi realizada na última terça-feira (03), no CAIC do Maracanã, um encontro para a entrega dos Catálogos, uma publicação que apresenta os artigos pedagógicos produzidos pelos professores das escolas participantes. 

“As nove escolas públicas de Montes Claros pesquisaram sobre a cidade e o seu patrimônio cultural, de modo a investigar sobre a relação com os elementos integrantes do ambiente que a compõe. Cada escola escolheu um tema de interesse relacionado à localidade onde está inserida e desenvolveu uma pesquisa orientada metodologicamente conforme a teoria freireana, ou seja, que o conhecimento construído faça sentido para cada participante”, explica a coordenadora do projeto e representante da Compreender Consultoria e Responsabilidade Social, Luana Campos.

A pesquisa

A pesquisa contou com um formato que privilegia tanto a sala de aula como a pesquisa de campo e, para ambos, contaram com o suporte material e teórico fornecido pela Compreender Consultoria em Responsabilidade Social. Aconteceram encontros presenciais e orientações à distância para os professores das escolas parceiras do Programa, entre agosto a dezembro de 2017.

A E. M. Alcides Carvalho apresentou “os saberes e fazeres como economia solidária para a nossa comunidade: relato de experiência da própria escola”. A E. M. Vidinha Pires centralizou seus estudos no Parque Municipal Milton Prates, como patrimônio da cidade de Montes Claros, montando um histórico daquele bem público. Já a E. M. Geraldo Pereira de Souza investiu na pesquisa sobre a ferrovia no cerrado norte-mineiro. A E. M. Mestra Fininha buscou revelar “saberes e fazeres na horta comunitária Ciro dos Anjos”. A E. M. Professora Hilda Carvalho documentou a tradição de jogos e brincadeiras populares. A E. M. Rozenda Zane Moraes, do Planalto, assumiu um projeto de resgate da própria memória do educandário, construindo a história.

Com a participação de 400 alunos, o Programa ainda promoveu uma oficina de fotografia, com foco no desenvolvimento do olhar sobre o patrimônio cultural.

“Às vezes, aos olhos principalmente de quem enxerga o factual e não consegue compreender a modificação para o futuro, projetos dessa natureza apenas servem para cumprir metas de uma ou outra empresa ou instituição. Nada disso. O que se prepara é o cidadão de amanhã, algo intangível ou até imensurável aos que abraçam apenas o fato cronológico. Educar é construir o futuro em bases sólidas a partir, principalmente, da família, e depois pelos sistemas de escolarização”, afirma o secretário municipal de Educação, Benedito Said.

Fotos: Antônia Deuslange

Leia também:

“Revelando o Patrimônio”: Projeto que incentiva estudantes a redescobrirem o patrimônio cultural local...

‘A Liga do Alfredo em ação!’ é o tema do projeto de leitura da Escola Alfredo Coutinho

Inspirado no Trilha da Leitura, Escola Mestra Fininha promove oficinas de leitura para alunos da u...

Sou um super-herói: Trilha da Leitura realiza apresentação especial para alunos dos CEMEI's Amig...